terça-feira, 26 de abril de 2011

Os muitos nomes da América.

Fonte: <http://www.torresgarcia.org.uy/categoria_130_1.html> (Museu Torres García - Uruguai)

           Os nomes e conceitos em História apresentam conotações políticas que devem ser consideradas. O nome mais conhecido para se referir ao continente é América Latina, mas não é o único.
           O nome América Latina se difundiu no século XIX, principalmente depois da invasão francesa do México. Assim, era uma forma de legitimar as pretensões dos franceses sobre o continente. Vale lembrar que, de um modo geral, os povos latinos são aqueles que falam línguas que se originaram do latim como o português, o espanhol, o francês e o italiano.
          Outro nome é Ibero-América, quando se pretende destacar a colonização e heranças culturais ibéricas, ou seja, de Portugal e Espanha.
           A presença e o legado dos povos originários são ressaltados por aqueles que empregam o termo Indo-América.
           Outra possibilidade é América Afro-Latina. George Reid Andrews é um dos autores que usam esse nome para dar visibilidade aos povos afrodescendentes do continente.
           E você, que nome daria para a América?
           Prof. Paulo Renato da Silva.

2 comentários:

  1. Minha criatividade nao chega a tanto: nao consegui pensar em um novo nome para a America Latina :( Dos ja existentes defendo a Indo-America!

    ResponderExcluir
  2. Cabe lembrar tembém de Américo Vespúcio,como influência ao nome América.

    Embora nomenclaturas me pareçam formas de segregação; optaria por um nome que não nos ligase, de alguma forma, a submissão.


    "Somos todos irmãos
    mas não porque tenhamos
    a mesma mãe e o mesmo pai:
    temos é o mesmo parceiro
    que nos trai.

    Somos todos irmãos
    não porque dividamos
    o mesmo teto e a mesma mesa:
    divisamos a mesma espada
    sobre nossa cabeça.

    Somos todos irmãos
    não porque tenhamos
    o mesmo berço, o mesmo sobrenome:
    temos um mesmo trajeto
    de sanha e fome.

    Somos todos irmãos
    não porque seja o mesmo sangue
    que no corpo levamos:
    o que é o mesmo é o modo
    como o derramamos."

    Ferreira Gullar

    ResponderExcluir