terça-feira, 20 de março de 2012

"São Sebastião guiando o Brasil contra os inimigos da pátria", de Henrique Fleuiss.



(Disponível em: <http://people.ufpr.br/~lgeraldo/saosebastiao.JPG>. Acesso em: 20 mar. 2012).

A gravura, feita durante a Guerra da Tríplice Aliança, foi criada por Henrique Fleuiss e publicada em 22 de janeiro de 1865, no número 215 do periódico A Semana Ilustrada. Na alegoria vemos a imagem de uma figura religiosa, representada por São Sebastião, proteger uma índia, que representaria a Nação brasileira. É interessante notar a presença da figura da índia na alegoria. Observamos que os monarquistas associaram a figura da nação à “nativa protetora” e, assim, tentaram estimular um sentimento nacionalista na população, já que o índio foi o símbolo do nacionalismo durante a fase romântica.
Segundo José Murilo de Carvalho, em sua obra A Formação das Almas: O Imaginário da República no Brasil, a utilização da figura feminina foi utilizada pelos republicanos brasileiros, inspirados nos ideais franceses, para tentar legitimar o novo regime. É curioso notar a presença da figura feminina em uma alegoria de caráter monarquista. Tanto os monarquistas, quanto os republicanos, utilizaram a figura feminina para legitimarem seus ideais.
A gravura foi acompanhada da seguinte legenda: “Com passo firme e a mão valente armada, Brasil, guiar-te-ei ao céu da glória. – Tens inimigos? Toma a tua espada, deita-te ao campo e cantarás vitória!". No estandarte está escrito: "Grande Santo protetor do Império da Santa Cruz, a colheita de triunfos teus protegidos conduz, com tua espada inflamada à frente dos brasileiros. Sejam eles invencíveis, sejam heróis verdadeiros.”
Para saber mais sobre a imagem, o tema e a revista A Semana Ilustrada: LAVARDA, Marcus Túlio Borowiski. A iconografia da Guerra do Paraguai e o periódico Semana Illustrada - 1865-1870: um discurso visual. Dissertação (Mestrado em História) - Faculdade de Ciências Humanas, Universidade Federal da Grande Dourados. Disponível em: <http://www.ufgd.edu.br/fch/mestrado-historia/dissertacoes/dissertacao-de-marcus-tulio-borowiski-lavarda>. Acesso em: 15 mar. 2012.
Paulo Alves Pereira Júnior - Acadêmico do Curso de História da UNILA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário