segunda-feira, 4 de junho de 2012

"Quieren hacer un billete de Evita, emblema esencial del peronismo."

Um breve comentário: sim, Eva Perón é um "emblema essencial do peronismo" e é evidente o uso de sua memória pela presidenta Cristina Kirchner.
Entretanto, o processo é mais complexo e vai além do peronismo. Desde a crise, cujo ápice ocorreu em 2001, a ex-primeira dama argentina já foi reivindicada por sujeitos e grupos diferentes como o ex-presidente Fernando de la Rúa (da Unión Cívica Radical - UCR), a deputada Elisa Carrió (da Coalición Cívica ARI - Afirmación para una República Igualitaria) e o deputado Fernando "Pino" Solanas (do Proyecto Sur). Além de diversos movimentos sociais como os piqueteros, inclusive os não alinhados com o kirchnerismo. 
Eva Perón está deixando de ser um ícone partidário, peronista, para se tornar um símbolo da sociedade argentina, um símbolo nacional, representativo de uma suposta "idade de ouro" que o país teria vivido durante o governo de Juan Domingo Perón (1946-1955)?
Prof. Paulo Renato da Silva.
Professores em greve!

Nenhum comentário:

Postar um comentário