quarta-feira, 29 de maio de 2013

Botero: releituras da história da arte.

O pintor colombiano Fernando Botero, nascido em Medellín em 1932 e ainda em atuação, tem um estilo muito particular, inclusive chamado por alguns de “boterismo”. O pintor é conhecido, principalmente, por acentuar o volume dos corpos das pessoas e dos animais que representa.
Essa característica levou Botero a se apropriar de cânones da pintura universal, dos quais fez uma leitura bastante peculiar, como demonstram os exemplos a seguir, mas existem outros. Por um lado, a releitura desses cânones indica a valorização, o reconhecimento desses artistas por Botero. Mas, por outro, Botero, usando de sua liberdade (re)criadora, subverte os padrões consagrados.
Na próxima postagem seguimos com Botero.

Mona Lisa - Fernando Botero
Mona Lisa de Botero (1977/1978).

Después de Piero della Francesca de Botero (1998) de Botero. Comparem com a obra "original" na postagem de 10 de maio deste ano.


Prof. Paulo Renato da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário