segunda-feira, 7 de setembro de 2015

As representações de Maria, um exemplo de História Cultural.

Hoje publicamos novamente uma postagem representativa das discussões sobre História Cultural.
O historiador francês Roger Chartier destaca que a História Cultural “(...) tem por principal objeto identificar o modo como em diferentes lugares e momentos uma determinada realidade social é construída, pensada, dada a ler.” (CHARTIER: 1990, p. 16-17).
Um bom exemplo disso pode ser visto na forma como a tradição mariana é lida em diferentes países e culturas. A representação de Maria, mãe de Jesus para os cristãos, incorpora elementos distintos ao redor do mundo. Vejamos dois exemplos particularmente interessantes e com os quais temos menos contato: representações de Maria com traços orientais.

Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos - Coréia.
Santuário Nacional de Luján, Argentina.

Maria, Mãe da Alegria - Japão.
Santuário Nacional de Luján, Argentina.

Referências bibliográficas:
CHARTIER, Roger. A História Cultural: entre práticas e representações. Lisboa: Difel, 1990.

Prof. Paulo Renato da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário